sexta-feira, 17 de junho de 2011

Lâmpada acesa há 110 anos é um mistério

EUA: Lâmpada misteriosa está acesa há 110 anos
Amanhã, dia 18 de junho, a lâmpada mais antiga do mundo celebra 110 anos. Criada por um inventor no final do século XIX, a lâmpada mantém-se acesa desde o primeiro dia em que foi ligada à corrente, salvo breves ocasiões em que houve falhas de energia no quartel de bombeiros da Califórnia (EUA) onde está instalada.

Esta famosa e enigmática lâmpada detêm o recorde do Guiness e é uma atração turística da cidade de Livermore, norte da Califórnia. A lâmpada tem até um comitê formado no seu centenário. O presidente é o chefe de divisão dos bombeiros reformado, Lynn Owens (foto).
Owens explica que a corrente baixa que alimenta a lâmpada de 60 watts pode ter prolongado sua vida, mas garante que até agora ninguém descobriu como esta lâmpada continua a brilhar, apesar de já ter sido analisada por cientistas de todos os Estados Unidos.

"A lâmpada foi criada por um inventor chamado Adolphe Chaillet, que foi convidado pelo governo do Estado de Ohio para fundar uma fábrica de lâmpadas no século dezenove. Ele aceitou o convite e criou uma lâmpada especial", um presente para os bombeiros, afirmou Steve Bunn, que faz parte do comité do centenário.


Bunn disse que, inicialmente, pensou que a lâmpada centenária era um objeto comum, mas depois descobriu que ela custou muito mais do que as outras e sua fabricação, à mão, deu muito mais trabalho.


Dizem que Adolphe Chaillet estava em competição com Thomas Edison para criar a melhor lâmpada da cidade... E pelo que parece conseguiu.
Fonte: http://www.boasnoticias.pt/noticias_EUA-L%C3%A2mpada-misteriosa-est%C3%A1-acesa-h%C3%A1-110-anos-_6949.html
video
Video: BBCBrasil

2 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Muito interessante, nunca tinha ouvido falar nisso. É de uma dessas que estou precisando aqui em casa, onde todos os dias queima uma rsrsrrs
Abração

Arion disse...

Caracas!!!! Olha que já trabalhei muito para entender o funcionamento desse produto. E pelos conhecimentos técnicos que consegui, a teoria não explica esse fenômeno. Isso porque, a lâmpada incandescente tem seu filamento enfraquecido com o tempo, rompendo-o (lâmpada queimada) e as lâmpadas alógenas perdem o gás com o tempo de utilização e deixam de funcionar. O cabra que inventou essa é genial.