sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Biscoito de Polvilho Globo

-O slogan é singelo demais. “Biscoito Globo, salgado ou doce”
-A embalagem é uma poluição só: muitas informações e um desenho antigo.
-Os garotos propaganda são os mais feios do mundo, são os próprios vendedores.
-Não conhecem o seu público nem seus hábitos de consumo.
-A distribuição é péssima. Não existe uma distribuidora. O produto é vendido diretamente aos ambulantes.
-A embalagem é tão vagabunda que não fecha direito.
-Nunca investiram um centavo em propaganda.
-Os preços são sazonais, ao sabor do clima. Se estiver nublado, compra-se dois saquinhos pelo preço de um em dia de sol.

Com um produto desse o negócio não podia dar certo, mas as vendas passam de 10 mil saquinhos de 30g/dia. Muito bom para quem não investe em propaganda. O produto está no mercado há 54 anos e é aceito justamente pelas suas características:

-O slogan já define o que o cliente encontrará.
-Possui dois sabores universais: doce e salgado.
-A embalagem pode ser horrorosa, mas o consumidor identifica logo.
-Pode ser vagabunda, mas é fácil de abrir. As crianças agradecem.
-Como não investem em propaganda, o preço é muito baixo.
-É o biscoito de polvilho mais gostoso do Rio de Janeiro.
-O nome GLOBO passa credibilidade.
-A margem de lucro para o ambulante é enorme, o que estimula o interesse pela venda.

A história dos Biscoitos Globo teve início no ano de 1953 quando os irmãos Milton, Jaime e João Ponce, em virtude da separação dos pais, foram morar com um primo que possuía uma padaria no bairro do Ipiranga, em São Paulo. Os irmãos aprenderam a fazer biscoitos de polvilho com o primo, os quais eram vendidos nas ruas da capital paulista.

Em 1954, aproveitando o grande contingente de um congresso eucarístico no Rio de Janeiro, os irmãos Ponce resolveram vender seus biscoitos na capital carioca. Com base no sucesso das vendas os irmãos Ponce anteviram que, dadas as características do biscoito, o Rio de Janeiro seria o mercado ideal para seu produto.

O biscoito de polvilho foi batizado com o nome Globo, homônimo à padaria para a qual foram contratados, localizada em Botafogo. Iniciava-se então a história dos famosos biscoitos de polvilho.

Os ambulantes fazem filas na porta da empresa toda manhã e assim como os consumidores não reclamam do produto. Tudo igual há 54 anos. Simples e perfeito, como um biscoito de polvilho.

Um comentário:

Abreutax disse...

Muito legal seu texto.
Gostei do Blog e passarei a ler suas atualizações.
Me permita divulguei seu texto no meu Blog.
Abraços
http://abreutax.blogspot.com/2009/11/biscoitos-globo-praia-do-carioca-comeca.html