quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Barão do Serro Azul

Penso que todos deveriam conhecer a história de sua rua. Agora residindo na Rua Barão do Cerro Azul (grafado assim mesmo), descobri uma história interessantíssima:


Ildefonso Pereira Correia, o Barão do Serro Azul, nasceu em Paranaguá, em 1849. Foi um visionário comerciante e exportador de erva-mate, além de presidente da Câmara Municipal de Curitiba, deputado e vice-presidente da Província.

Recebeu o título de Barão do Serro Azul em 1888. Foi um dos fundadores da Impressora Paranaense e muito contribuiu para o desenvolvimento econômico e cultural do Paraná.

Sua participação na Revolução Federalista de 1893 custou-lhe a vida. Em 1894, foi fuzilado no Km 65 da Estrada de Ferro Paranaguá - Curitiba pelos legalistas, junto com outros participantes da revolução. Ainda hoje existe uma cruz que marca o local.

114 anos depois de sua morte, o político, comerciante e fazendeiro teve o seu reconhecimento na história do país. Por indicação do senador Osmar Dias, o Barão do Serro Azul teve seu nome incluído no Livro de Aço dos Heróis Nacionais, do Panteão da Pátria Tancredo Neves, em Brasília, tornando-se o primeiro herói nacional paranaense.

Baseado no livro "A última viagem do Barão do Serro Azul" e com roteiro de Walther Negrão, o filme "O Preço da Paz" conta a história da escalada social do empreendedor que foi até sua execução.

Fevereiro 2009 - Já está a venda o DVD "O Preço da Paz", premiado com três Kikitos no 31º Festival de Gramado, como Melhor filme pelo júri popular, Melhor direção de arte e Melhor montagem. O longa-metragem será exibido pela RPC em março, em homenagem ao mês de aniversário de Curitiba (PR), cidade atacada e defendida pelo Barão do Serro Azul durante a Revolução Federalista.

Fontes: www.maxpressnet.com.br

www.curitiba-parana.net/solar-barao

Obs: O edifício da foto é o Solar do Barão, casa do ilustre paranaense, situado à Rua Pres.Carlos Cavalcanti-Curitiba, onde funciona um centro cultural (alí coincidentemente tive aulas de flauta).

9 comentários:

Anônimo disse...

FOI UM GRANDE HERÓI SEM DÚVIDA.MAS NÃO PODEMOS ESQUECER DA FIGURA DO LENDÁRIO MARECHAL FLORIANO PEIXOTO, QUE APESAR DE ESTAREM EM LADO OPOSTOS, FOI O GRANDE PROTAGONISTA DA VIRADA DA MONARQUIA PARA A REPÚBLICA.HAJA VISTA QUE OS PICA-PAUS MATARAM MILHARES DE IRMÃOS REPUBLICANOS. TINHA UM TAL DE CIZÉRIO QUE COMPRAVA POR CABEÇA OS QUE ERAM CONTRA A MONARQUIA, AO PREÇO DE 50 MIL RÉIS, SÓ PELO PRAZER DE DEGOLÁ-LOS. INFELIZMENTE ERAM CAMPOS OPOSOTAS E PELOS AZARES DA GUERRA ENTRE IRMÃOS, O BARÃO FOI SACRIFICADO.

REAMENTE UMA PENA, MAS A FIGURA LENDÁRIA DESSE MAGNÍFICO MARECHAL NÃO DEVE SER ESQUECIDA, MUITO PELO CONTRÁRIO, JÁ ESTÁ IMORTALIZADO NOS ANAIS DE NOSSO HISTÓRIA.

Franklin Wagner disse...

Felizmente o Barão do Serro Azul foi reconhecido como um Herói Nacional. Isso é ótimo! Causa espanto até hoje a falta de maiores detalhes sobre a sua brutal, estúpida execução na serra, junto de companheiros na calada da noite, naquela viagem terrível de 1894. Muitas perguntas ficaram sem resposta. Onde os autos do processo da "traição" do ilustre Barão? Houve inquérito? Foram ouvidas testemunhas de defesa? Quem determinou sua execução? O Barão por certo merecia uma maior consideração por parte das "autoridades" da época que deixaram Curitiba abandonada, sem governo. Sendo ele um homem íntegro, humanitário, trabalhador, empresário bem sucedido, líder muito respeitado, a pedido da população foi obrigado a negociar com os invasores a tranquilidade das famílias curitibanas. Esse o seu grande crime! Honra e glória ao Barão do Serro Azul!

APRENDENDO POR AI disse...

Aos comentaristas meus agradecimentos.
Vocês enriquecem as informações prestadas.

Lauro S L disse...

Por que Serro Azul, qual a origrm de Serro Azul,

APRENDENDO POR AI disse...

Lauro,
Serro Azul é um título que recebeu Ildefonso. Há um Município na Região Metropolitana de Curitiba com o nome de Cerro Azul, cujo nome não é homenagem ao Barão, mas uma referência a um certo morro existente na Serra do Mar, e coincidentemente também era gafado com "S", alterado para "C" por lei. Também por coincidência, o título Barão do Serro Azul faz referência a esse morro, homenageando Ildefonso, nascido em Paranaguá, cidade localizada na Serra do Mar.

VERA CARVALHO disse...

Moro na Rua Barão do Cerro Azul, em
Nova Iguaçu - RJ e gostei muito de saber a origem do nome da minha rua. O nome é muito bonito e nós mo
radores já rejeitamos propostas para mudá-lo.

Vera Carvalho

RUI MOREL CARNEIRO disse...

Isso mesmo Vera. Obrigado pela visita.

Maria A. M. Correia disse...

Engano do anônimo que escreveu estarem Floriano Peixoto e Barão do Serro Azul em lados opostos ! Me orgulho de descender de uma familía que tanto colaborou para o crescimento de nosso Estado, tanto na política como nas artes , nas letras e sobretudo nas questões humanitárias. Demorou, mas o reconhecimento ao herói nacional, primeiro do Paraná, veio.

Rui Morel Carneiro disse...

Maria Correia,
obrigado pela visita e pela contribuição.