terça-feira, 4 de setembro de 2012

Surpreender ou Decepcionar?

SURPREENDER - Apanhar de improviso. Causar surpresa. Maravilhar.
DECEPCIONAR - Desiludir. Desapontar. 

Parecem e são, antagônicos. Muitas das nossas atitudes tem um caráter de surpreender nosso semelhante, mas muitas vezes não são assim compreendidas e passamos a nos decepcionar.

Pelos anos que passamos, vamos acumulando decepções e parece que esse tipo de sentimento só dá nos humanos. Por que será que nós humanos somos tão complicados? É curso para isto e curso para aquilo, somados à vivência, a teia vai criando forma e num dado momento nos vemos num emaranhado. Criamos sentimentos baseados em referências e que não venham me dizer que Freud explica. Ainda bem que ele já morreu, pois teríamos um montão de perguntas a ele.

Surpreender é fácil: oferecer um ramalhete de flores à esposa é com certeza surpreendente. Ainda mais quando é a primeira vez. Mas se nunca recebeu flores antes ela pode não entender, e como resultado a decepção, dele. Portanto surpreender não é fácil, há que inovar. O que é repetitivo não surpreende.

Num ponto ambas palavras tem o mesmo sentido: deve haver o sujeito ativo e o passivo. Surpreender alguém. Decepcionar alguém.

Surpreender ou decepcionar alguém está diretamente ligado em idealizações ou projeções que consciente ou inconscientemente fazemos com relação ao próximo. O momento apropriado é elemento fundamental no processo da surpresa. Ao contrário, o momento impróprio é fundamental para uma decepção.


Rui M Carneiro  

4 comentários:

Maria Dias disse...

Gosto de surpreender...Nao gosto de fazer alarde...E concordo com vc,somos complicados sim(nós seres humanos)mas acho q essas complicação vem lá de cima...rs...

Beijinho

Maria

Maria Dias disse...

Ah e discordo de vc...Flores sempre surpreenderam e vão sempre surpreender...Nunca vão cair na mesmicie ou de moda( disso vc pode ter certeza...rs).
Toda mulher(mãe,filha,esposa,amiga) abre um sorriso ao receber flores...Vc acerta sempre com flores e mesmo q ela tenha certeza q vc virá mais uma vez com o buquê de sempre nos dias de comemorações, tenha certeza q a decepção irá frustra-la muito mais se vc nao repetir o ritual de lhe enviar flores.Sei q sou suspeita mas tb sou mulher.rs...

RUI MOREL CARNEIRO disse...

É isso Maria, nada de decepcionar. Esta nossa existência é tão fugaz e pequenos atos podem marcar para sempre, então por que não com momentos sublimes, como você se referiu, ofertando flores.

Arion disse...

É uma situação tão filosófica que não me atrevo a tecer comentário algum.