quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Cuidado com o engodo

A pessoa não admite ser enganada, mas tem um velado prazer em enganar.

Imagine se a pessoa fosse mais esperta, no sentido de não se iludir, e prestasse atenção no engodo que é um tal “merchandising” que inventaram. As indústrias criam coisas para que tenhamos necessidades e como não conseguimos consumir todas, acabamos descartando e gerando problemas. A maior cidade do país é hoje "um problema".


A falsidade é a energia que move o mundo. A sensação de levar vantagem dá prazer. Ou você não percebe que a prática de dividir a conta no bar faz as pessoas gastarem mais.


Por que o amendoim é de graça no bar?


Ao chegar ao posto de pedágio, os motoristas aceleram para chegar antes. Por quê?


Se o Banco abre as portas as 10h00min horas, por que tem gente lá as oito?


Um dia desses assisti na TV uma pessoa dizendo que a solução é contratar mais garis para limpar as ruas. Não seria melhor essa mesma pessoa não sujar a rua?


Por que o Ministro avisa que não vai devolver o imposto de renda retido e dias depois desdiz.


A fábula do bode transmite uma lição que devemos aprender:

Uma numerosa família nômade encontrava-se com sérias dificuldades financeiras, então o Sr. Rachid foi consultar o mestre.

- Mestre, o que devo fazer, a tenda não comporta mais minha grande família?

- Filho, recolha um bode na tenda e tudo será resolvido.

Rachid retornou à tenda com o bode e, aborrecido comunicou à família que teriam mais um ser a dividir o espaço. Entre discordâncias, tapas e gritaria, passaram uma noite com o fedorento bode. O que não sabiam é que teriam de passar várias noites assim. Uma semana depois, Rachid foi a mestre:

- Desculpe mestre, mas a situação está pior, não conseguimos interpretar sua mensagem.

- Rachid, retire o bode da tenda e tudo estará melhor.


“Se todo mundo se levantar num estádio de futebol para ver melhor a jogada, ninguém verá a jogada”

2 comentários:

Guara disse...

Olá Rui!
Se a situação está ruim, pensemos que poderia estar pior.
Ótima postagem. Já me inspirou para uma nova matéria.
Tem um selo de reconhecimento que rola entre os blogueiros de vanguarda. Eu aprovei. Quem sou eu pra não aprovar! Estou te repassando:
http://www.seuguara.com.br/2009/10/selo-de-reconhecimento.html.
Se julgar relevante, participe. Se não, deixe um comentário.
Um grande abraço.
Guara.

San_flower disse...

Olá Rui, eu ando atualmente me sentindo inserida no "engodo", diria eu lama, daquelas movediças, das quais você é devidamente cercado e coibido a partilhar do que é seu com quem determina isso, seja pela injusta Justiça, pela Lei "ordinária" a só cobrar dos honestos, ou talvez sejam os honestos a pagar e pela própria tradição de quem tem poder visceral (armas, cargos públicos, MANDA e eu "obedeço revoltada.
Continue um "chato" revelando conhecimento.
Beijos
San